Fluminense supera Inter nos pênaltis e leva taça do Brasileirão Sub-18 para o Rio de Janeiro

Fluminense supera Inter nos pênaltis e leva taça do Brasileirão Sub-18 para o Rio de Janeiro

21 de março de 2021 0 Por Jogando Com Elas

(Foto: Thais Magalhães / CBF)

 

No tempo normal, as gaúchas venceram por 4 a 1.

 

Tem novas campeãs na área! Após perder no tempo normal por 4 a 1, o Fluminense fez 7 a 6 no Inter nas penalidades máximas e levou o título do Campeonato Brasileiro Sub-18 de 2020. Por ter vencido a partida de ida nas Laranjeiras por 2 a1, as meninas de Xerém podiam perder no Beira-Rio na noite deste sábado (20) e, com o regulamento debaixo do braço, fizeram a festa. Os gols colorados no tempo normal foram marcados por Mileninha (2x), Bia e Maranhão, enquanto Luany marcou o tento carioca.

Com o Inter precisando vencer para, pelo menos, levar a decisão para os pênaltis, um confronto bem disputado desde o princípio já era esperado. Porém, quem abriu o placar foi o Fluminense. No primeiro minuto de jogo, a goleira Ravena chutou para frente e a bola quicou, enganando a defesa colorada. Luany ficou com ela e conduziu até a área, onde, cara a cara com a goleira Gabi Barbieri, finalizou cruzado para abrir o placar para as visitantes, que já tinham a vantagem de ter vencido o primeiro jogo.

Logo após o gol, as meninas de Xerém até pareciam que demonstrariam superioridade, mas as Gurias Coloradas logo anularam o time tricolor e começaram a levar perigo. Após alguns minutos de pressão, aos 28, Mileninha dominou a bola pela esquerda e cruzou para o meio. Ravena tenta sair para cortar, mas Bia se antecipou, driblou a goleira e ficou com o gol aberto para empatar a partida. Aos 37, Mai ia avançando com a bola e entrando na área do Flu quando foi puxada por Tarciane. O árbitro não hesitou e apontou a marca da cal, marcando pênalti para o Inter. Com muita categoria, Maranhão cobrou no cantinho e virou o jogo para o time colorado. No final da primeira etapa, o placar sinalizava 2 a 1, e as equipes foram para o vestiário.

(Foto: Thais Magalhães / CBF)

 

Na etapa final, o Inter se mostrou mais disposto, mesmo com a vantagem parcial. No sexto minuto, Mai puxou contra-ataque para o Inter e viu Mileninha avançando pelo lado esquerdo. A camisa 8 colorada acionou a artilheira que, de dentro da área, deslocou a goleira para ampliar a vantagem. Aos 22, mais uma da dobradinha entre Mai e Mileninha. Em mais um contra-ataque, a centroavante colorada deu um chapéu na marcadora no meio do gramado e tentou fazer o lançamento, que foi cortado. Mas o corte caiu no pé de Bia que, imediatamente, já fez a ligação ao ataque com Mai. A meia colorada viu a infiltração de Mileninha e enfiou a bola na medida para a artilheira invadir a área e marcar o quarto. Com o jogo praticamente já decidido, com o 4 a 1 para o Colorado, os ânimos já começavam a focar na decisão por pênaltis.

Da marca da cal, a disputa foi mais acirrada que no tempo normal. Com duas goleiras de seleções de base, sabia-se que a tarefa das batedoras não seria nada fácil. Gabi Barbieri, das Gurias Coloradas, que havia sido a heroína na semifinal contra o São Paulo, também nas penalidades, até pegou mais 3 na final, mas não foi o suficiente. A estrela de Ravena brilhou, e a goleira do time carioca defendeu 4 cobranças. Com 7 a 6 nos pênaltis, o título ficou com o Flu. “Tô muito feliz pela vitória. Caraca, é meu primeiro título da minha vida! Aqueles 4 pênaltis decisivos eu fiquei muito feliz por ter pego e ter passado confiança pra minha equipe”, celebrou a goleira tricolor.

(Foto: Thais Magalhães / CBF)

 

Esse foi o primeiro título do Fluminense em um Campeonato Brasileiro Sub-18. A trajetória da equipe contou com 8 vitórias, 3 derrotas e um empate. A artilharia tricolor na competição ficou dividida. Com 4 gols cada, Carolina e Lara Dantas foram as meninas de Xerém que mais balançaram as redes.