Reforços e trabalho para repetir os feitos de 2019: confira como chega o São Paulo para a atual temporada

Reforços e trabalho para repetir os feitos de 2019: confira como chega o São Paulo para a atual temporada

6 de fevereiro de 2020 0 Por Jogando Com Elas

(Foto: Igor Amorim / São Paulo)

 

Em seu primeiro ano de elenco feminino, o tricolor conquistou o Brasileirão A1 e foi vice-campeão do Campeonato Paulista e da Copa Paulista.

 

O ano de 2019 ficará marcado para o São Paulo. Em sua primeira temporada com elenco feminino, o clube conquistou o Campeonato Brasileiro Série A2 e consequentemente o acesso para elite nacional. Além do título, o tricolor ficou com o vice-campeonato Paulista e da Copa Paulista, chegando na decisão de todas as competições que disputou. E para a 2020 a promessa é de novas façanhas. 

Dando sequência a série de reportagens das equipes que o Jogando Com Elas cobrirá no Brasileirão A1 em 2020, apresentamos uma breve retrospectiva das conquistas do São Paulo em 2019, o seu desempenho em números e o que almeja o plantel para este ano. 

 

Título inédito

O time do técnico Lucas Piccinato atingiu o seu ápice ao se tornar campeão do Campeonato Brasileiro Série A2 no ano passado. Com uma bela campanha, que contou com 10 vitórias, 2 empates e apenas 1 derrota, as são-paulinas ficaram com a taça da competição ao bater o Cruzeiro na final. Destaque para Ary Borges, Carlinha e Yayá, decisivas para que o clube paulista conquistasse o seu primeiro título  na categoria. 

(Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

 

Nem tudo é festa…

Apesar da conquista a nível nacional, o São Paulo deixou escapar outros dois títulos e diante de grandes rivais. O primeiro foi o Campeonato Paulista, onde a equipe de Cotia perdeu as duas partidas para o Corinthians. O outro foi a Copa Paulista, competição de tiro curto, mas que acabou com o sonho de levantar mais uma taça em 2019. Apesar das derrotas, a direção vê como positivo as campanhas realizadas nas competições em que o elenco são-paulino disputou e projeta voos mais altos para a atual temporada.

 

Casas lotadas

Ao longo de 2019, o São Paulo foi uma das poucas equipes que abriu as portas de estádios renomados do Brasil para mandar os jogos de sua equipe feminina. Entre os principais, estão o Morumbi, casa oficial do tricolor paulista e que esteve lotado durante a primeira partida da final do campeonato estadual contra o Corinthians e também o Pacaembu, que recebeu confrontos da fase final do Brasileirão A2. Além dos dois, o Centro de Treinamento de Cotia foi o outro palco para os duelos. Assim, a expectativa para este ano é que a direção assuma a mesma postura e realize as partidas da categoria em lugares de fácil acesso, com boa infraestrutura e gramado de qualidade. 

 

Novidades para a temporada 2020

Para este ano, o São Paulo contará com 26 profissionais em seu elenco profissional. Destas jogadoras, 13 já faziam parte do plantel na temporada passada e outras cinco foram promovidas da base. O restante são peças que o tricolor foi buscar no mercado. Duda, que tem passagens pela Seleção Brasileira, além dos times Avaldsnes (Noruega), Vitória, XV de Piracicaba, São Francisco, Centro Olímpico, Corinthians e 3B, se junta a goleira Thais Helena, a zagueira Gislaine, a lateral Danielli e as atacantes Mylla, Kamilla e Ana Caroline.

(Foto: Igor Amorim / São Paulo)

 

A esperança de gols

Outro nome que chegou para ser a matadora são-paulina neste ano chama-se Gláucia. Considerada a maior contratação para reforçar o plantel, a experiente atacante estava no Santos e conta com um vasto currículo de equipes em que já atuou e títulos conquistados. Em 2019, balançou as redes 19 vezes. 

(Foto: Igor Amorim / São Paulo)

 

Perdas importantes

Um dos motivos que levou o São Paulo ao mercado de transferências para reforçar o seu elenco foram as perdas que o clube teve. Considera a principal contratação de 2019, a atacante Cristiane deixou a equipe e transferiu-se para o rival Santos. Outro nome que também fará falta é o da jovem Ary Borges, que assinou contrato com o Palmeiras. Além das duas, outras oito jogadoras também não permanecerão nesta temporada. Confira a lista: 

Cristiane;
Ary Borges;
Valéria;
Rayane;
Zizi;
Otti;
Chaiane;
Lary Rocha;
Brenda;
Dyeniffer.

 

Reedição da final já no primeiro desafio oficial 

O primeiro desafio do São Paulo em 2020 já tem data, horário e adversário definidos. A estreia em sua primeira participação no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino Série A1 será no dia 10 de fevereiro, às 19h, contra o Cruzeiro. O local ainda não foi definido, mas a partida irá ser a reedição da final do Brasileirão A2 do ano passado.