Pia, treinadora da Seleção Brasileira,  acompanhou seu primeiro jogo “in loco”.

Pia, treinadora da Seleção Brasileira, acompanhou seu primeiro jogo “in loco”.

17 de agosto de 2019 0 Por Jogando Com Elas

(Foto: Guilherme Maia / Jogando Com Elas)

 

Sueca assistiu a partida entre Inter e Flamengo, nesta tarde (17).

 

Pia Sundhage, treinadora recém contratada para assumir a Seleção Brasileira feminina, já demonstra mudança na maneira de atuar e, conforme desejo expressado, acompanhou na tarde de hoje, pela primeira vez, uma partida “in loco”. O jogo foi entre Internacional e Flamengo, válido pela partida de ida das quartas de final do Brasileirão A1, que terminou empatado em 1 a 1. Além disso, após o término do confronto, a sueca concedeu entrevista coletiva para a imprensa que se fez presente. 

Prestes a convocar o Brasil para o Torneio Internacional de Futebol Feminino, que será realizado em São Paulo, do dia 29 de agosto a 1º de setembro, Pia atendeu, após o término da partida, a imprensa que esteve no Estádio do Sesc Porto Alegre. Simpática e atenciosa, como sempre, a treinadora revelou suas primeiras impressões e desejos a frente da seleção brasileira.

 

Confira abaixo como foi a entrevista:

Perguntada sobre o futebol feminino brasileiro e a partida que acompanhou, primeira assistindo do estádio, Pia elogiou a qualidade: “Quando eu venho ao estádio, tenho a chance de ver o estilo de jogo local. Foi uma partida interessante, muito diferente do que vi na Suécia, mas realmente gostei”, disse a treinadora. 

Com um olhar atento para suas atletas, a nova comandante do Brasil também falou sobre os problemas que estão sendo encontrados nas categorias de base, sem treinadores atualmente: “É preciso definir os técnicos das jovens jogadoras. Porque de onde eu vim, penso que éramos muito bons no desenvolvimento de jogadoras. Na Europa, acima de tudo. Queremos resolver isto o mais rápido possível”, afirmou Pia. 

Outro assunto foi o fato de a treinadora ainda estar sem auxiliar técnico, mas que, conforme a mesma, está trabalhando para trazer alguém de sua confiança e dar o seu melhor: “Eu preciso conhecer essa pessoa muito bem. Eu acho que em pouco tempo vamos ter um nome, mas neste momento não temos ninguém definido”, revelou. 

Encerrando a entrevista, que durou cerca de 10 minutos, a treinadora comparou o futebol brasileiro com equipes que já treinou: “A grande diferença entre os Estados Unidos e Suécia, é que as brasileiras tem mais técnica. Isso me dá mais chances de mudar um pouco o estilo”, finalizou.  

Futebol Feminino

Coordenadora do Internacional, Duda Luizelli, com a nova treinadora do Brasil. (Foto: Reprodução)

 

O próximo compromisso de Pia Sundhage, antes de anunciar as jogadoras convocadas na terça-feira (20), será amanhã, na partida de ida da final do Campeonato Brasileiro Série A2, entre São Paulo e Cruzeiro. Segundo a CBF, a treinadora estará presente para acompanhar a decisão.