Partida da Série A volta a ser apitada por árbitra após 14 anos.

Partida da Série A volta a ser apitada por árbitra após 14 anos.

28 de maio de 2019 0 Por Jogando Com Elas

(Foto: Kin Saito / CBF)

 

A partida entre CSA e Goiás, ontem (27), foi apitada por uma mulher.

 

CSA e Goiás se enfrentaram em Alagoas, na noite da última segunda-feira (27), pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A. Em casa, o Azulão venceu o Esmeraldino por 1 a 0 e conquistou a primeira vitória na elite do futebol brasileiro. Mas os primeiros três pontos do CSA não foram a única novidade da rodada. Em Maceió mesmo, aconteceu um fato interessante que não acontecia no cenário do futebol brasileiro há 15 anos.

Depois de uma década e meia finalmente, uma partida da Série A voltou a ser apitada por uma mulher. Edina Alves, juíza que está no quadro da Fifa desde 2016, foi a responsável por comandar a arbitragem na última segunda. Em entrevista à CBF, Edna não escondeu a felicidade, mas destacou que não gostaria de ganhar destaque pelo fato de ser uma mulher apitando. Edina ressaltou que gostaria de ser tratada como uma árbitra qualquer do quadro de arbitragem.

“Sei que ainda existe o preconceito, mas estamos rompendo barreiras. Não quero ser tratada como a Edina mulher, mas como qualquer árbitro ou árbitra do quadro. O Gaciba (Leonardo, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF) está fazendo isso, tratando todos iguais. Agradeço a ele pela coragem de me colocar. Eu e a minha equipe estaremos iluminados e vamos fazer um grande trabalho. Sempre tive o apoio das comissões, tanto do Sérgio (Corrêa) quanto do Coronel (Marcos) Marinho, do Alício (Pena Júnior), do (Cláudio Vinícius) Cerdeira… Do Gaciba não tenho nem o que falar. Ele chegou e já me escalou para a Série A. Agradeço muito também ao presidente da CBF, Rogério Caboclo, por tudo o que está proporcionando para nós, e destaco também o apoio que recebi da Federação Paulista, através do Dionísio (Domingos), do (Ednílson) Corona, do presidente Reinaldo (Bastos) e toda a comissão”, destacou.

 

A última vez

A partida entre Fortaleza e Paysandu, que foi realizada em 2005, foi a última onde uma mulher apitou um jogo da Série A. Na oportunidade, Silvia Regina foi quem apitou o duelo entre cearenses e paraenses. A árbitra, inclusive, esteve presente na partida entre CSA e Goiás na última segunda. Silvia foi uma das assistentes de VAR.

 

O Mundial da França está logo ali

Edina vai representar o Brasil na Copa do Mundo da França, que vai acontecer no próximo mês. Junto com a juíza, as assistentes Neuza Back e Tatiane Camargo formarão o trio brasileiro para a competição mundial.