Federação mineira exige taxas para jogos e provoca mal estar entre os clubes.

Federação mineira exige taxas para jogos e provoca mal estar entre os clubes.

17 de agosto de 2019 0 Por Jogando Com Elas

(Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro)

 

O assunto foi debatido em reunião nesta tarde (17).

 

Uma reunião que tinha tudo pra ser tranquila provocou um certo desconforto por parte dos clubes de Minas Gerais em relação à Federação Mineira de Futebol. Tudo isso por conta de uma informação que veio à tona ainda hoje quando os clubes e a entidade se reuniram para definir as diretrizes do Campeonato Mineiro desta temporada.

 

Taxas sobre jogos

Para o Campeonato Mineiro deste ano, a Federação gostaria de cobrar taxas dos clubes sobre alguns serviços dos jogos da temporada em pró daquilo que entidade chamou de ‘profissionalização’. Tais taxas seriam por exemplo para a contratação de arbitragem.

 

O que dizem os clubes e o que diz a federação

Em entrevista à ESPNW, Leonardo Barbosa, Diretor de Competições da FMF, disse que a cobrança é um passo rumo a profissionalização da competição. De acordo com Barbosa, sem a cobrança de tais taxas, o futebol mineiro seria amador.

“Se a gente solta um edital dizendo que a federação vai pagar as taxas, todos os times amadores vão fazer parcerias com times profissionais, vou ter 20 times no campeonato que muitas vezes não têm condições e a gente nunca vai ter um campeonato feminino qualificado” – destacou Leonardo Barbosa.

Já aos clubes a informação não foi bem recebida, sobretudo nos clubes com pouca força financeira. Bárbara Fonseca, coordenadora do Cruzeiro, falou sobre os problemas que os times de menor aquisição financeira teriam com as taxas.

“As taxas de arbitragem, principalmente para as equipes do interior, ficariam bem apertadas, porque você tem que pagar deslocamento, diária e outras coisas mais” – destacou a coordenadora.