Descaso da CBF gera críticas de profissionais do futebol feminino.

Descaso da CBF gera críticas de profissionais do futebol feminino.

18 de julho de 2019 0 Por Jogando Com Elas

(Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC)

 

As reprovações começaram após o time do Santos dormir em saguão de hotel.

 

Após viralizar vídeo onde jogadoras e comissão técnica da equipe do Santos dormiam no saguão de um hotel, profissionais ligadas ao futebol feminino utilizaram suas redes sociais para manifestar repúdio à Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O protesto se referia ao descaso com às condições desfavoráveis oferecidas à categoria. 

O caso aconteceu na noite de segunda-feira (16), em Manaus, quando o elenco santista chegou de viagem para fazer check-in e foi surpreendido com a indisponibilidade de quartos no hotel locado pela CBF em parceria com a Pallas, empresa que ficou responsável pela logística da viagem. Assim que soube da situação, a treinadora da equipe, Emily Lima, utilizou a sua conta do Instagram para protestar contra o ocorrido. Confira os vídeos abaixo:

Seguindo o exemplo da técnica, a jogadora santista, Maurine, que estava com a delegação do clube no dia, também se manifestou via Instagram: “Fico me perguntando todos esses anos, porque tanto descaso com a modalidade?” – disse em trecho da publicação. 

View this post on Instagram

Bom eu não poderia deixa de me pronunciar aqui sobre tudo que vem acontecendo com a modalidade no país. Quando começam a falar de copa do mundo é interessante como o país se movimenta de uma forma absurda, e meus olhos se enche de esperança mais ao mesmo tempo me entristece, sabe porque? Porque eu já sei que isso é apenas momento depois tudo passa, porque sempre foi assim em ano de competições. Fico me perguntando todos esses anos, Porque tanto descaso com a modalidade? Como a Emily Lima se expressou em sua rede social (Instagram) que ja tem anos que vem acontecendo essa falta de respeito com nós atletas, Até quando vamos aceitar isso? A luta vem há muitos anos pra melhora do futebol feminino mais infelizmente nunca acontece . Temos países para seguir de exemplo mais infelizmente a maioria das pessoas que estão envolvida no futebol feminino não tem amor , não sabem nada sobre a modalidade e muito menos interesse de ajudar!! O campeonato sub 18 o que estão fazendo com essas meninas é brincadeira elas não são máquinas pra jogar de dois em dois dias, isso é pouco caso com a modalidade na minha opinião, isso e desumano … cobram tanto pra sermos profissionais mais onde está o profissionalismo de quem diz ajudar a modalidade. Nós mulheres precisamos se unir , ter mais coragem, ter mais atitude não ficar somente em texto e palavras !!!! Se tiver que abrir mão de alguma coisa pra que as coisas comecem a funcionar no país , tenho certeza que juntas podemos conseguir porque somos fortes !!! #juntassomosmaisfortes #futebolfeminino #apoioasmulheres #maisrespeito #maisamorporfavor #santosfc #futebol⚽

A post shared by мαυriทє 🦋 (@maurine) on

Andressa Alves, que disputou a última Copa do Mundo, também desabafou referente às más condições encontradas pelas atletas do futebol feminino brasileiro. “O que vemos é uma falta de respeito”, declara a mais nova jogadora da Roma. Assim como a atacante, outras atletas se manifestaram: Cristiane (São Paulo); Érika Costa (Corinthians); Fabi Simões (Internacional); entre outras. 

O Santos e a CBF, publicaram em seus sites, uma nota oficial falando sobre o ocorrido. Apesar das adversidades, as sereias da vila, em partida realizada na noite de ontem (17), contra o Iranduba, venceu por 5 a 0.